"PERGUNTAR OFENDE OU NÃO?"

SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA



Por Elias Boell Júnior

Estudiosos da sexualidade humana estudam...concluem...analisam...

Segundo uma filosofia oriental e inclusive agregada a uma religião, a sexualidade de uma pessoa não deve ser discutida, nem investigada, haja vista ser algo pessoal demais. Acredito que essa seja uma filosofia muito correta.

É uma atrocidade procurar saber do adolescente se ele gosta de homens ou de mulheres. Para adentrar um campo profundo e insondável como este é preciso ser audaz.
E essa mesma audácia muitas vezes acaba causando confusão ou desvirtuamento na sexualidade do adolescente. Deixá-lo à vontade para desenvolver seu estilo sexual é a forma mais educada de se lidar com a questão.

“Perguntar não ofende” mas em se tratar de adolescentes, é uma audácia da parte de quem pergunta.

Deixe que o adolescente se descubra sozinho. O que os adolescentes esperam dos outros quando nessa fase da vida é carinho... aí você chega com uma pergunta dessas tipo “você gosta de homens ou de mulheres?”.Internauta,sem comentários!


Para responder, perguntar pode não ofender mas  é um procedimento deselegante ainda mais que essa pergunta geralmente toma forma de um gatilho contra o respondente, automaticamente.